skip to Main Content
EMPREENDEDORES SENSITIVOS: O IMPACTO DA INTUIÇÃO NA GESTÃO DO NEGÓCIO

EMPREENDEDORES SENSITIVOS: O IMPACTO DA INTUIÇÃO NA GESTÃO DO NEGÓCIO

Aconteceu com quase todos nós em algum momento: sabe aquele “friozinho na espinha” que você não consegue se livrar dizendo que está tomando a decisão errada. Será que é nervosismo? Medo? Ou algum instinto primitivo de hipervigilância que está intrinsecamente enraizado na verdade dentro de você, ao qual você chama de intuição?

[Segundo especialistas, pode ser o último dos três: INTUIÇÃO!]

Neste artigo, faremos um resumo de algumas pesquisas realizadas recentemente sobre intuição e como podemos aplicá-las para tomar melhores decisões como empreendedores.

A ciência diz que a intuição é real

Há muito se discute se a intuição é uma coisa real, ou apenas um nome mítico que damos a esses estranhos sentimentos do tipo “borboletas no estômago” que recebemos de vez em quando. É mais ou menos como a pergunta: quem veio primeiro, ‘galinha ou ovo’? A intuição é uma fonte confiável de dados sobre os quais podemos agir, ou apenas um fenômeno que importa apenas em nossas cabeças?

Segundo os pesquisadores, a intuição é, na verdade, um verdadeiro processo psicológico baseado no conhecimento que armazenamos, processamos e escondemos em nossos cérebros ao longo de nossas vidas.

Veja como isso funciona. Os cientistas dizem que quando nossa intuição entra em ação, em uma fração de segundo nossos cérebros pegam as pistas externas ao nosso redor e as combinam com nossas experiências passadas para tomar uma decisão, quase como um computador executando uma equação.

Nós, obviamente, não estamos conscientes de que isso está acontecendo; tudo o que interpretamos é que o “pressentimento” que se manifesta nos diz que algo está certo ou errado. E há um aspecto mais interessante: os cientistas dizem que nossa intuição trabalha a nosso favor ainda mais quando estamos em perigo ou sob forte pressão e tempo – fatores que tornariam quase impossível uma abordagem analítica.

Então é confiável?

A intuição provavelmente vem dos nossos dias de homem das cavernas, quando precisávamos decidir em uma fração de segundo se deveríamos fugir de um urso ou ficar e lutar.

Mas isso tem um lugar na tomada de decisão moderna?

Se a sua intuição lhe disser que sim (há!). Você estaria correto em confiar na intuição, e tomar a decisão de acor