skip to Main Content
4 Ferramentas De Controle Financeiro Para Startup

4 ferramentas de controle financeiro para startup

O controle financeiro para startup deve ser feito desde o início, principalmente porque o maior desafio para uma startup é conseguir sobreviver aos primeiros anos de sua implantação.

Através de uma boa gestão financeira, mantendo o controle sobre o fluxo de caixa e sobre as contas empresariais, é possível se dedicar à atividade-fim da startup, conseguindo maiores investimentos e auxiliando nos processos de tomada de decisões.

Como manter o controle financeiro para startup?

Para garantir o controle financeiro para startup é necessário ter conhecimentos de contabilidade e finanças. Quando mais o profissional conhecer o assunto, maiores serão suas vantagens competitivas. Assim, é fundamental fazer um curso sobre finanças, no caso de não conhecer, ou contar com um profissional que tenha esses conhecimentos.

Também é importante para a startup deixar bem clara sua missão, sua visão e seus objetivos estratégicos, sabendo onde a empresa pretende chegar e quais são as condições atuais dos recursos financeiros, materiais e humanos.

Além disso, é possível utilizar diversos softwares de gestão financeira, fazendo com que os controles sejam mais simples e mais práticos. Se o empreendedor possui uma boa ferramenta, ele terá o melhor controle financeiro para startup.

Conheça alguns desses programas e como eles podem ajudar:

1.   Canvas

O Business Model Canvas é uma ferramenta para definir o modelo de negócios de startups. Trata-se de um diagrama que possibilita uma visualização do modelo de negócios a partir do preenchimento de informações relacionadas a critérios específicos.

No Canvas, a organização visual é feita em blocos, reunindo as seguintes informações:

  • O segmento de mercado;
  • O relacionamento com os clientes;
  • Os canais de venda;
  • As fontes de receita;
  • Os recursos necessários para a startup;
  • A atividade principal da empresa;
  • A estrutura de custos;
  • As parceiras;
  • A proposta de valor.

Como todos esses elementos, o empreendedor deve escrever sobre cada um aquilo que possa responder à pergunta já implícita no título, como, por exemplo, “o que compõe a estrutura de custos”.

Havendo necessidade, é possível abrir quadros dentro dos blocos, especificando melhor o modelo de negócio e colocando detalhes, principalmente quando existem mais de um elemento em cada quadro, colocando a explicação e oferecendo maiores informações.

A vantagem do Business Model Canvas é poder ser feito a partir do zero depois de fazer o download de um modelo já pronto, ou através de um aplicativo próprio para essa finalidade, que já tenha um diagrama feito, como no caso do Canvanizer.